Música

segunda-feira, 1 de abril de 2013

4-"Desde o dia em que te conheci percebi logo que eras diferente das outras"

E assim fui para o meu avião. Num instante cheguei a Portugal e fui logo directa casa para largar as malas. Assim que meti a chave à porta ouvi o meu telemóvel a apitar com uma mensagem. Entrei, posei as malas e peguei no telemóvel (a pensar que era os meus pais a perguntar se já tinha chegado) e qual não foi o meu espanto quando vi de quem era a mensagem:
 

Interroguei-me como é que terá conseguido o meu número. Por isso mandei-lhe outra mensagem:
 

Ainda esperei um pouco que ele respondesse mas como estava a demorar decidi ir desfazer as malas. No fim de ter arrumado tudo, recebi finalmente uma resposta do Nolito.
 

Trocámos várias mensagens durante algumas horas. Mas porque estava eu a fazer promessas de que iria voltar a Espanha sem saber se ia poder cumprir e a uma pessoa que tinha conhecido na noite anterior? 

Depois de terem passado mais 3 semanas das minhas férias que passei, sempre que ele podia, a trocarmos mensagens. Até que um dia acordei com esta mensagem do Nolito:
 
A ideia agradava-me mas tinha sempre o medo de que os fotógrafos nos apanhassem e que saíssem mentiras nas revistas. Mas depois decidi que não podia deixar de fazer a minha vida por causa disso e, por isso, mandei-lhe uma mensagem.
 

Estes dois dias demoraram bastante tempo a passar mas o dia chegou.
Acordei, vesti-me e mandei uma mensagem ao Nolito, que já se encontrava em Lisboa, a dizer que ia andando para o Restaurante onde tínhamos combinado e para ele ir lá ter.
Assim que cheguei ao Restaurante, escolhi uma mesa e sentei-me à espera dele. Ele ainda demorou meia hora mas finalmente chegou.
 
-Ola!!- disse-mos os dois ao mesmo tempo e cumprimentámo-nos com dois beijinhos. Sentámo-nos, de seguida, na mesa que eu tinha escolhido.

Enquanto almoçávamos fomos conversando sobre vários assuntos até que a certa altura, quase no fim do jantar, começámos a falar sobre relacionamentos e acabamos por contar que tanto ele como eu não tínhamos namorada/o.
-Tu não tens namorado?- perguntou ele, ao mesmo tempo que poisava a mão dele em cima da minha.- Uma rapariga tão bonita.

Eu não estava há espera daquilo e fugi com a minha mão ao mesmo tempo que dizia:
-Isso pergunto eu. Tu não tens namorada? Os jogadores de futebol têm sempre montes de raparigas atrás.- Questionei.

-Sim e normalmente têm mas são todas umas interesseiras.- Respondeu.

-Pois. Isso é verdade. Mas eu também posso ser como as outras. – Respondi eu, entre risos.

-Não és. Tenho a certeza!!- Exclamou ele.

-Como é que tens tantas certezas?- Interroguei.

-Desde o dia em que te conheci percebi logo que eras diferente das outras.- Disse ele, muito rapidamente.

Eu não estava à espera desta resposta e, por isso, fiquei vermelha que nem um tomate. O Nolito reparou e disse:
-Escusas de ficar vermelha. Eu só disse a verdade. – disse ele. Mas isso ainda me fez ficar ainda mais vermelha e, por isso, mudei de assunto.

-Tens quanto tempo até á hora de apanhar o avião?- Perguntei.

-Tenho estar no aeroporto daqui a três horas. Mas porquê? – respondeu ele.

-Porque…O que achas de, desta vez, ser eu a levar-te a um sitio que eu gosto muito? Prometo que te trago de volta a horas.

-Ok, vamos lá!!

Depois de pagarmos a conta (que o Nolito insistiu ser ele a pagar), saímos do restaurante, fomos logo para o meu carro (decidimos levar só um carro) e guiei em direcção ao jardim que tinha falado.
 
Depois de algum tempo a passear neste jardim e de lhe mostrar algumas coisas. O Nolito já estava um pouco cansado e eu não reparei que tinha ficado para trás.
-Sooffiiaa!!- chamou-me ele.

-Então estás cansado?-perguntei ao ver a cara dele- Vamo-nos sentar ali um bocadinho?- disse eu com pena dele e para poder-mos conversar um bocadinho antes de termos de voltar.

-Sim!!-respondeu ele.

-Uff….Amanhã já não preciso de aquecer no treino. – Disse a rir.

-Hahahaha.

-Fogo não acredito que daqui a umas horas já estou em Granada outra vez. Vou ter saudades dos nossos passeios, este e aquele em Granada na praia e de ti claro. – Disse ele.

-Pois eu também. – Conforme eu disse isto, o Nolito aproximou-se de mim e ficou a olhar seriamente nos meus olhos.

Quando o Nolito se aproximou mais de mim e olhou para mim tão seriamente não sabia o que ia acontecer a seguir e olhei também para ele que aproximou, de seguida, os seus lábios dos meus.
 
Eu queria muito que aquele beijo acontecesse mas naquele momento vieram-me várias coisas à cabeça e afastei-me. Levantei-me e andei um pouco até ao pé de um outro banco que estava mais à frente.

-Espera Sofia- gritou o Nolito.

-Que coisas serão estas que vieram à cabeça da Sofia?
-Será que o Nolito vai convencer a Sofia a esquecer essas coisas?
-E será que o Nolito ainda vai conseguir roubar-lhe um beijo ou ela vai voltar a fugir?


Espero que gostem e comentam. Os vossos comentários são muito importantes.

4 comentários:

  1. Que nervos, estava toda entusiasmada para ver se eles se beijavam e de repente... ela afastasse do Nolito, ahah x)
    Quero ler o próximo rapidamente :D xx

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. hahahaha Pode ser que seja no próximo capitulo.

      O próximo deve sair lá para quarta à noite ou quinta :)

      Eliminar
  2. Ahhhhhhhh.... Quero mais sim? :D
    Gostei mesmo muito :)

    Beijinhos

    Nii'i

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Simmm xD
      Secalhar ainda sai mais um capitulo hoje.

      Eliminar