Música

domingo, 21 de abril de 2013

13-"Pensavas que agora me beijavas e tudo voltava a ser como era"

Mas passado um bocado o Nolito aproximou a sua cara da minha e poisou a sua mão na minha perna . Eu percebi logo o que ele queria mas eu, apesar de saber que não devia, acabei por ceder à vontade dele.
O beijo foi bastante demorado e durou até não termos mais folgo. Enquanto o beijava passaram-me um conjunto de imagens pela cabeça. Acabei por perceber que esse conjunto de imagens era eu,era a minha vida. Assim que as nossa bocas descolaram uma da outra olhei para o Nolito com um ar matador e dei-lhe um grande estalo.
                                  
-Ennntãão? O que é que foi isto?- Disse o Nolito com a mão dele na bochecha onde eu lhe tinha dado o estalo.
 
-Devias pensar eu nunca me ia lembrar de tudo. Pensavas que agora me beijavas e tudo voltava a ser como era. Mas estás muito enganado!!- Disse eu a gritar.
 
-Eu nunca pensei assim. Apenas estava à espera que recuperasses a memória mas não resisti e beijei-te.
 
-Pois mas com esse beijo só conseguis-te que eu me lembrasse de tudo. Agora desaparesse da minha frente.- Disse eu passando por ele e indo direita à porta.
 
-Espera deixa-me explicar tudo. Eu amo-te.- Disse o Nolito
 
-Não quero que me expliques nada. Simplesmente esquece-me.- Disse eu batendo com porta.
 
(NOLITO)
Eu estava muito contente por a Sofia estar melhor mas ao mesmo tempo estava triste porque a Sofia não se lembrava de mim. Enquanto viamos o filme não resisti tê-la ali ao meu lado e não poder beijá-la. Depois do beijo  aconteceu aquilo que eu menos esperava: levei um estalo. Apesar de estar confuso do porque desta reacção dela percebi logo no segundo a seguir que só podia ser porque se tinha lembrado de tudo.
Tentei falar com ela mas ela disse para a esquecer. Esquecê-la? Era impossível. Ela é a razão de eu viver e agora já não a tinha ao pé de mim. A culpa disto tudo era minha. Mas não a conseguia nem podia esquecer. Decidi não ir falar logo com ela porque ela devia de tar ainda de cabeça quente e deixei passar algumas horas. Durante essas horas só pensei nos nossos abraços,beijos e todos os nossos momentos. Não posso viver sem ela mas também não sabia o que havia de fazer uma vez que ela me pediu para me afastar. Mas não podia desistir sem pelo menos tentar mais uma vez falar com ela para me explicar.
 
Levantei-me do sofá, agarrei nas chaves do carro e sai a correr porta fora direito ao meu carro que estava estacionado em frente à minha casa.
 
(SOFIA)
 Depois do Nolito me ter beijado a minha memória voltou ao que era. Lembrei-me de tudo, dos meus pais, da faculdade, da Joana, do Nolito e até da razão para eu estar chatiada com ele. Era a única coisa que eu não me tinha importado de não me lembrar. Mas ao lembrar-me senti que o Nolito estava a tentar aproveitar-se de eu não me lembrar disso para continuar ao meu lado. E, por isso, saí porta fora, chamei um taxi e fui direita a casa da Joana. Precisava de falar com alguém e nada melhor do que com a Joana. Assim que cheguei a casa dela bati à porta e ela abriu logo.
-Por aqui? Está tudo bem?- Perguntou a Joana assim que abriu a porta.
 
-Não, não está.
 
-Entra. Vamos para o meu quarto para falarmos.- Disse ela.
 
-Então o que é que se passa?
 
-Quando chegamos a casa do Nolito tivemos a ver um filme.- A Joana olhava para mim à espera de eu chegar à razão de estar assim.- A meio do filme ele aproximou-se de mim e beijámo-nos.- A Joana sorriu- Mas enquanto o beijava lembrei-me de tudo. Até da razão para estarmos chatiados.
 
-E o que é que lhe disseste depois?
 
-Pergunta antes o que é que fiz. Dei-lhe um estalo.
 
-Um estalo?- Perguntou a Joana surpreendida.
 
-Sim. Acho que ele se estava a aproveitar de eu não me lembrar disso para continuar ao meu lado.
 
-Não acredito muito nisso. Ele parece mesmo gostar de ti. Mesmo sabendo que tu continuavas com amnésia ele manteve-se sempre ali ao teu lado a lutar pelo teu amor  e sempre à espera que recuperasses para poder te explicar tudo. Ao que pareçe as fotos que viste não são aquilo que tu achas que é.- Disse a Joana.
 
-Mas o que é que tu sabes?
 
-Sei de muita coisa. Mas não vou ser, apesar de tua amiga,a contar-te. Há-de ser o Nolito a fazê-lo, tens de o ouvir.- Assim que ela disse isto alguém bateu à porta do quarto da Joana.
 
-Entra.- Disse a Joana. Era o Miguel, o namorado dela.
 
-Está lá em baixo uma pessoa que quer falar com a Sofia.- Disse o Miguel.
 
-Quem?- Perguntei eu.
 
-Desce e vê.- Respondeu o Miguel.
 
-Ok eu vou lá.
 
-Precisas de ajuda?- Perguntou a Joana por eu ter a perna partida.
 
-Não eu desco devagar.- Respondi eu.
 
Acabei por fazer o que o Miguel disse e desci, embora a muito custo por causa da perna,as escadas para ir ver quem era. Assim que desci o último degrau e olho para a porta vejo o Nolito.
-O que é que tás aqui a fazer? Já disse que não quero falar contigo.- Disse eu.
-Quero explicar tudo.
-Mas eu não quero ouvir. Preciso de pensar antes de te ouvir. Agora por favor sai.- Disse abrindo a porta e empurrando-o para a rua e fiquei encostada à porta a ouvi-lo a tentar desculpar-se do outro lado da porta.
 
 
 
-Aquilo não foi nada do que estás a pensar. Ela pediu-me para poisar-mos juntos paras as fotos e eu aceitei porque pensei que pudessemos ser amigos apesar de já não estarmos juntos. Mas quando estavamos a tirar a fotos ela deu-me a mão e ficou assim a foto.- Assim que ele disse isto fiquei a pensar que realmente aquilo secalhar nao era mesmo o que eu pensava.
 
-Já ouvi a tua explicação. Agora vai-te embora por favor. Eu agora preciso de pensar nisto tudo e decidir o que vou fazer.
 
-Ok. Eu vou respeitar a tua vontade. Já sabes onde me podes encontrar.- Disse o Nolito respeitando-me e indo embora.
 
(NOLITO)
Eu respeitei a vontade da Sofia e fui-me embora para casa. Só me restava ir para casa e sofrer mais um bocado mas sempre com esperanças de que ela me perdoasse e percebe-se aquilo que aconteceu para podermos voltar ao que eramos os dois juntinhos.
 
 
-Será que a Sofia vai perceber que realmente o Nolito não aquilo por mal e que realmente gosta mesmo dela?
-Será que ela vai demorar muito a perceber isso?
-Será que o Nolito vai aguentar esta esprera?
 
Espero que gostem e comentem. Os vossos comentários são muito importantes!

5 comentários:

  1. Que estaladão :O
    Espero que eles se resolvam
    Próximo urgentemente sff
    :*

    ResponderEliminar
  2. Adorei (;
    Espero pelo próximo,
    Beijinhos

    Nii'i

    ResponderEliminar
  3. Olá.
    Ela recuperou a memória \o/
    Aquele estalo ao Nolito até a mim me doeu :s
    Mas espero que ela perceba que tudo não passou de um mal entendido e que voltem.

    Beijinhos
    Daniela^^

    ResponderEliminar
  4. Olá!
    Desculpa nao ter comentado o outro capitulo mas so agora o consegui ler. Adorei! Aquilo e que foi um estalo! Espero que se reconciliem! ;)

    Beso
    Ana Santos

    ResponderEliminar